- : Ministros inauguram obra em Tibagi neste sábado
Publicada em 28/11/2011 18:17:30 (931 leituras)

Os ministros de Comunicações, Paulo Bernardo, e dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, mais o diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), general Jorge Ernesto Pinto Fraxe, inauguram neste sábado (3) o trevo construído entre a BR-153 Transbrasiliana e a BR- 376, Rodovia do Café, em Tibagi, na região do distrito de Amparo.



A obra iniciada em setembro de 2009 foi finalizada neste semestre e contou com cerca de R$ 19 milhões em recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal para a edificação de oito alças de acesso entre as duas importantes rodovias federais. A solenidade de entrega oficial da construção será às 11 horas no trevo e deve contar com a participação de prefeitos, deputados e lideranças de toda a região dos Campos Gerais.

A agenda dos ministros foi confirmada na tarde desta segunda-feira (28) com o Gabinete da Prefeitura de Tibagi. Eles devem desembarcar no aeroporto de Telêmaco Borba às 9 horas de sábado e de lá a comitiva segue para Ventania onde acontece a inauguração de casas construídas para realocar 59 famílias que vivem em área de ocupação irregular sobre trecho da Transbrasiliana. O perímetro de ocupação ainda não pôde ser pavimentado por conta do impasse que deve ser solucionado com a entrega das moradias e a expectativa é que, quando concluída, a obra que usou mais de R$ 120 milhões em investimentos do governo federal entre Ventania e Tibagi seja inaugurada pela própria presidenta Dilma Rousseff (PT).




Trevo

A pista da Rodovia Transbrasiliana (BR-153) no sentido Tibagi - Imbituva passa agora sob o viaduto construído no trevo com a BR-376, em Amparo. A obra iniciada em 25 de setembro de 2009 foi concluída em outubro deste ano com a liberação do trevo que tem oito ramos, incluindo quatro folhas, para viabilizar acesso seguro no entroncamento. A extensão total de pavimento chega a
27 quilômetros de pista.

Das fases de construção, a movimentação de mais de 600 mil metros cúbicos de terra foi o que chamou mais atenção no local. Segundo Wilson Domingos Celli, supervisor de obra da Dalcon Engenharia, a obra foi dividida em várias etapas que incluíram desde a desapropriação de áreas, limpeza, terraplanagem, arte especial, com construção em concreto para implantação de viaduto, drenagem, pavimentação e sinalização de todas as oito pistas que compõem as alças do trevo, além de obras complementares, com cerca e grama.



“As trincheiras foram feitas com superlargura de mais de seis metros já prevendo a futura duplicação da 376, que deve ser feita pela Concessionária que administra o trecho”, detalha Celli. A obra do trevo foi efetuada em consórcio pelas empreiteiras CR Almeida e J. Malucelli.

Prefeito de Tibagi, Sinval Silva (PMDB), ressalta que é uma edificação de grande porte e que representa muito no desenvolvimento do município. “Somando este trevo à pavimentação dos mais de 82 quilômetros da Transbrasiliana entre Ventania e Amparo, já realizados, são mais de R$ 120 milhões em investimentos do governo federal só em Tibagi. É mais recurso do que o Município já recebeu em toda a sua história. Com isso, Tibagi voltou a fazer parte do mapa rodoviário paranaense, pois por muito tempo a cidade ficou isolada”, descreve.



Para Sinval, a presença dos ministros e do diretor-geral do DNIT em uma inauguração mostra a atenção dispensada pelo governo federal para a região. “O Paulo Bernardo é inclusive cidadão-honorário de Tibagi e foi nosso representante quando ainda estava no Ministério do Planejamento para que esta obra saísse do sonho e se tornasse realidade”, enfatiza.


Ventania

A conclusão da pavimentação da Transbrasiliana entre o município de Ventania e o distrito de Amparo em Tibagi, iniciada em 2006, aguardava apenas a realocação de 59 famílias que vivem em área de ocupação sobre trecho de 440 metros da BR-153 em Ventania. O impasse deve ser solucionado com a entrega das moradias construídas pelo Exército aos habitantes daquela área. As obras foram executadas em acordo de cooperação formalizado com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Tráfego (DNIT) e Exército.

As casas de 40 m² foram edificadas em área cedida pela Prefeitura de Ventania na rua Profeta João Maria, área central da cidade, com o investimento de R$ 6 milhões que inclui a operação de realocação e pavimentação do trecho e a construção de uma interseção em desnível (trincheira) no cruzamento com via urbana.


Transbrasiliana

A Transbrasiliana tem mais de três mil quilômetros de extensão e liga o Pará ao Rio Grande do Sul. Sua pavimentação ainda continua e depois de quatro décadas outras melhorias entram na pauta de prioridades do governo federal, como a pavimentação do trecho de 60 km entre o distrito de Alto do Amparo, em Tibagi, e o município de Imbituva – que foi anunciado no PAC 2.


Texto: Emanoelle Wisnievski
Imagens: Arquivo/Christian Camargo e Alberto Verhagen Jr

Imprimir Enviar esta notícia por e-mail