× Fechar menu
Licitação ao vivo
, clique aqui
Prefeitura Municipal de Tibagi

Live de teatro de sombras conta imigração no Paraná

Em parceria com a Secretaria Municipal de Educação a peça será transmitida ao vivo para moradores de Tibagi.

A Companhia Karagozwk de teatro de sombras e a ABC Projetos Culturais, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Tibagi, fará uma live do espetáculo “Menestrel conta a imigração no Paraná” nesta segunda-feira (13), às 20h. A apresentação é voltada ao público infantil, mas todos poderão acompanhar pelo canal no YouTube Cia Karagozwk:  https://www.youtube.com/channel/UC26lshBFFYN80cPwPL9lKbQ. O espetáculo foi aprovado pelo Ministério da Cidadania por meio da Lei de Incentivo à Cultura e será transmitida em Tibagi através do apoio da Caminhos do Paraná, BRDE, Servopa, Belgotex e Costa Ferro.

O espetáculo aborda a cultura paranaense a partir da imigração, mostrando crenças, trejeitos, tradições e sabedoria popular. “A identidade paranaense foi constituída a partir da influência de italianos, alemães, poloneses, japoneses, ucranianos, negros, portugueses, holandeses entre tantos outros imigrantes que por aqui aportaram e ainda hoje preservam traços das suas culturais de origem. Nosso espetáculo valoriza esse universo e essas contribuições”, assinala o diretor da Cia. Karagozwk, Marcello Andrade dos Santos.

“Menestrel conta a imigração no Paraná” começou a circular pelo estado em 2017. Porém, por conta da pandemia, as apresentações presenciais foram interrompidas. Agora elas serão transmitidas ao vivo, numa versão de 30 minutos e com uma conversa entre os atores e o público ao final da apresentação.

A peça é gratuita e terá seu roteiro escrito disponibilizado na descrição da live como medida de acessibilidade, para que portadores de necessidades especiais também possam acessar o conteúdo. Também se pode ter acesso antecipado ao roteiro clicando aquihttps://drive.google.com/file/d/1i8BxsDquxPmBMzOc8zdakxBDN8D0bpbx/view?usp=sharing

SINOPSE

No centro da cena, há uma grande, bonita e instigante carroça. Menestrel a encontra e fica curioso com ela. Conhece Esmeralda e juntos descobrem que aquele veículo é encantado. Os dois são convidados a entrar pela Nona do Bem. Por magia da Nona, Menestrel e Esmeralda caem dentro do livro e passam a viajar na história da Imigração do Paraná. Chegam ao Porto de Paranaguá, em 1875, onde vieram os navios com os primeiros imigrantes. Os aventureiros enfrentam desafios, mas não desistem da viagem que os leva à Morretes, à construção da estrada de ferro Paranaguá - Curitiba, e os situa no tempo, mostrando o fandango no litoral, a congada da Lapa, passando por Prudentópolis, Araucária, Irati, Carambeí, Colônia Witmansum, norte do Paraná e terminando na região de Foz do Iguaçu, as "Terras do Paiquerê", conforme são denominadas pelos Caigangues e Guaranis.

Chegando à última página do livro, os viajantes encontram a Nona do Bem que os saúda e agradece pela viagem que os levou a descobrir que o Paraná é um verdadeiro caldeirão cultural e se formou a partir da vinda de imigrantes de várias etnias, que trouxeram junto com a bagagem suas crenças, trejeitos, cheiros, aromas, tradições, sabedoria popular e muita diversidade.

Fonte: ABC Projetos


Compartilhe nas redes sociais: