× Fechar menu
Licitação ao vivo
, clique aqui
Prefeitura Municipal de Tibagi

Vigilância Sanitária recomenda cuidado com carrapatos

13/02/2019 em SAÚDE
Vigilância Sanitária recomenda cuidado com carrapatos

O forte calor do verão é um fator que ajuda a proliferação dos carrapatos, parasitas que sugam sangue de seus hospedeiros. Os carrapatos transmitem doenças para os animais e também para o ser humano. A Secretaria de Saúde, através da Vigilância Sanitária faz recomendações de cuidado para a população em relação à espécie.

O responsável pela Vigilância Sanitária, Fernando Gomes, explica como funciona o ciclo de vida dos carrapatos. “Os carrapatos passam por quatro estágios evolutivos em seu ciclo de vida: ovo, larva, ninfa e adulto, ela se alimenta no hospedeiro por alguns dias, quando então faz a ecdise, troca de pele, para o próximo estágio evolutivo, a ninfa. Esta após se alimentar por alguns dias no hospedeiro, realiza uma nova ecdise, neste caso para o estágio adulto”, afirmou.

Os casos geralmente aparecem em animais de rua, por isso uma das principais medidas de precaução é não deixar cães e gatos soltos na rua e após o passeio observar, principalmente a região da cabeça, pescoço, dorso, orelhas e espaço entre as unhas para se certificar que não foi contaminado pelo animal.

Outras medidas para prevenção de carrapatos são:

Proceder a capina e limpeza de terrenos baldios com frequência;

Mantenha seu quintal limpo com a grama baixa, livre de lixo e entulhos que possam servir de abrigo para estes animais;

Em caso de infestação na residência proceder a dedetização através de empresa especializada;

Faça uma vistoria em seu corpo e roupas após frequentar áreas de matas, beiras de rios, campos ou bosques conhecidamente infestadas por carrapatos;

Em canis e casinhas de cães fazer a pulverização com carrapaticida nos muros, paredes, pisos e teto e repetir a aplicação a cada 15 dias (retire os animais, potes de comida e água, durante a aplicação, use os equipamentos de proteção individual e siga as recomendações descritas na bula do produto);

Em caso de infestação no animal use carrapaticidas indicados pelo médico veterinário, o profissional pode indicar também produtos preventivos para evitar novas possíveis infestações;

Cerca de 95% da população de carrapatos esta no ambiente e apenas 5% esta parasitando o animal, por tanto para uma maior eficácia tanto o animal quanto o ambiente devem ser tratados simultaneamente. Lembrando que para cada situação existe um carrapaticida especifico;

Não abandone animais infestados;

Texto:Assessoria de Comunicação

Imagens: João Pedro Agostinho


Compartilhe nas redes sociais: