× Fechar menu
Licitação ao vivo
, clique aqui
Prefeitura Municipal de Tibagi

Prefeitura vende Praça de Alimentação do Carnaval por mais de R$ 60 mil

Prefeitura vende Praça de Alimentação do Carnaval por mais de R$ 60 mil

Nesta quarta-feira (20) a Prefeitura Municipal realizou a sessão de abertura do processo de licitação para concessão (venda) da Praça de Alimentação do Carnaval 2019. O processo chegou ao fim com a empresa ADP Comércio de Bebidas – LTDA classificada em primeiro lugar, com uma oferta de R$ 62 mil. Este é o segundo ano consecutivo que a Prefeitura realiza a venda da Praça de Alimentação. “Estou muito satisfeito com o resultado da licitação. Conseguimos melhorar um pouco o preço final, que ficou em R$ 62 mil. Pra nós é um avanço muito importante. Temos a visão de que precisamos da participação da iniciativa privada e já começamos a implantar essa estratégia em 2018. Não é de agora. Ano passado, junto com a venda da praça de alimentação, que na época foi vendida por R$ 49 mil, obtivemos mais de R$ 200 mil em recursos que vieram também de patrocínios da Copel e da Sanepar. Estamos confiantes que esse novo modelo, implantado por nós, é o começo de uma mudança que vai melhorar muito a nossa festa”, relatou o prefeito.

Reunião com comerciantes locais

Outra mudança positiva que vai impactar na realização do Carnaval 2019 é em relação aos ambulantes locais do ramo alimentício. Na tarde de terça-feira (19), a Comissão organizadora do Carnaval 2019 realizou uma reunião com comerciantes que atuam ao redor da Praça para que eles ficassem a par da principal mudança para este ano, que é a estrutura que a Prefeitura Municipal cederá para a Praça de Alimentação Municipal.

A Praça de Alimentação Municipal continuará na Praça Leopoldo Mercer e não será cedida para comerciantes que tem estabelecimentos fixos. Nesta edição do Carnaval será montada uma tenda e colocadas cadeiras e mesas que darão mais conforto para o público, como explica o gerente de Cultura, Sidnei Bielski. “A pedido dos próprios ambulantes e é uma necessidade que a comissão também já havia detectado, optamos por oferecer um local mais confortável, para que até mesmo em dias chuvosos, o público consiga consumir os produtos dos ambulantes locais”, disse.


Compartilhe nas redes sociais: